BACK

Lucena, R., Rocha A. & Dreyer, G.

SÍNDROME DE LÖFFLER: UM ALERTA NECESSÁRIO EM ÁREA ENDÊMICA DE FILARIOSE (ARTIGO DE REVISÃO).

Anais da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pernambuco, 40 (1): 6-13, 1995.

RESUMO

A presente revisão bibliográfica tem como objetivo alertar os profissionais da área de saúde para as hipereosinofilias transitórias e auto-resolutivas na região do Grande Recife-Brasil, área endêmica de filariose bancroftiana. Os autores fazem considerações gerais (aspectos imunológicos, etiológicos e patológicos) sobre a Síndrome de Löffler (SL), que é largamente distribuída nas áreas tropicais, sub-tropicais e em climas temperados. Ressaltam a importância esta síndrome e a eosinofilia pulmonar tropical (EPT), cujo agente etiológico é a filária, e a eosinofilia pulmonar like (EPT-like), onde os agentes etiológicos seriam o Ascaris, Strongyloides e, possivelmente, os Ancilostomídeos. Tanto a EPT como a EPT-like são de longa duração, podendo cursar em alguns pacientes com níveis de eosinófilos semelhantes a SL, porém, geralmente são mais elevados. No tocante às diversas formas clínicas de filarios, e os autores descartam: (a) relação direta de hipereosinofilia com a presença do verme microfilária e/ou verme adulto, exceção da EPT; e (b) a validade do teste de imunofluorescência indireta para o diagnóstico da filariose doença ou infecção, ainda largamente utilizada na nossa região.

Unitermos: Síndrome de Löffler, Eosinofilia pulmonar. Filariose.